Seguidores

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

NEM O DESTINO É PERFEITO

SE TUDO FOSSE PERFEITO


Se as coisas fossem perfeitas

Não existiria lições de vida
Não haveriam arrependimentos
E nem descobertas...

Se tudo fosse perfeito
Mãos não se uniriam
E sonhos não seriam valorizados.

Se tudo fosse perfeito
Olhares não se completariam
E gestos passavam despercebidos.

Se tudo fosse perfeito
As lágrimas não existiriam
As palavras seriam perfeitas...

Se tudo fosse perfeito
Eu pularia no abismo
Sem medo da morte
Pois asas eu ganharia...

Se tudo fosse perfeito
Eu atravessaria o oceano
Sem medo de ser levada pelas ondas
Sem receios de me perder
em suas profundezas.

Se tudo fosse perfeito
Dores não existiriam
E a cura não seria procurada...

Se tudo fosse perfeito
Não haveria a busca pela perfeição...
Nada é por acaso
Pois nem o destino
É Perfeito.

3 comentários:

Pedro Luis López Pérez disse...

Como diría William Shakespeare:
"Procurando lo mejor estropeamos a menudo lo que está bien".
Maravillosa Poesía.
Un abrazo.

António Jesus Batalha disse...

Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa dar com seu blog.
Deixo a minha benção e a paz de Jesus.

Antonio Batalha disse...

Olá Marlene. Sim claro que pode, se gosta das minhas humildes poesias é para mim uma honra.
Tudo de bom para si e familia.