Seguidores

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

NINGUÉM É SOZINHO

SER E SOMENTE SER 
Me sinto só. 
O silêncio se interrompe 
Em um triste e súbito suspiro 
Que evacua no espaço 
E se perde entre pensamentos 
Os quais deviam permanecer 
Perdidos no passado. 

Ninguém quer ficar só. 
Ninguém quer parar de acreditar. 
Ninguém quer chorar. 
Ninguém quer se machucar. 

Ser só... 
Ninguém, na verdade, está sozinho 
Basta apenas acreditar 
Basta apelas lutar 
Basta apenas existir 
Não perder o desejo de amar 
Não parar de sonhar 
E ser, somente ser. 
(por Clarissa Watanabe) 

Um comentário:

vendedor de ilusão disse...

Olá minha prezada amiga,
Venho lhe convidar para visitar meu blog e ficar sabendo quem são as Poetisas e Poetas participantes do 1º Prosas Poéticas. Quem sabe não tenhas, dentre os tantos, algum amigo ou amiga que possas prestigiar com seus comentários.
Aceite meu abraço e espero você por lá...