Seguidores

quarta-feira, 13 de junho de 2012

ELAS SÃO ETERNAS

Para Sempre
Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?

Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
— mistério profundo —
de tirá-la um dia?

Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.
(Carlos Drummond de Andrade,
 in Lição de Coisas)

2 comentários:

Gracita disse...

Oi Amiga
Bela escolha... sempre choro ao lê-lo e hoje não foi diferente. Mãe não deveria partir nunca... A dor é insuportável.
Passei para te deixar
Um abraço apertadinho
Um cheirinho bem docinho
Uma carícia de mansinho
E para dizer que...
Eu adoro você!
Beijinhos encantados
Gracita

marylú disse...

Olá, obrigada pela visita. É sempre importante receber visita e ler comentários, vindo de uma pessoa, por certo, maravilhosa, igual a você. Estou sempre te acompanhando também. Receba também com carinho minhas palavras. São sinceras. Acredite!
Quanto ao texto, sempre que leio e o escrevo, me dá um apertão no coração. Sou apaixonada pela minha mãezinha!
Cheiros!!!